sábado, junho 21, 2008

I don't know why



Se também tivesses morrido eu podia chorar-te com saudades e falar contigo a olhar o céu. Arrumar-te-ia no mais fundo do meu coração e estarias sempre comigo, como os álbuns de fotografias na estante do escritório, separados por viagens ou por acontecimentos. Evidências de uma felicidade de que às vezes duvidaria se não pudesse ver, e mesmo assim pergunto-me se não serás fruto da minha imaginação. Mas assim, esse luto dos vivos não tem consolo. Mesmo quando deambulo pelas ruas de Lisboa e já não te vejo sair do autocarro, apressada para o trabalho, sei que estás ali. Se é verdade que as pessoas não morrem enquanto vivem no coração de quem ama, por que insisto na tua existência quando há tanto tempo morri?


16 comentários:

amfm disse...

LINDOOOOOOOOO....
É... o luto dos vivos é muito pior que o dos mortos... A interrogação final deixa-me arrepiada!

Beijo,
ângela

P.S.Reparaste na data do meu texto?: 2002:))))

Anónimo disse...

Amei.......

E mais como pode ela viver no coração de quem nunca viu a figura, só sentiu virtualmente um encantamento fugaz ?

Luz del Fuego disse...

Pois... E quem não os teve de fazer? Reparei na data sim. Por onde andavas em 2002?
Bj.
L

Luz del Fuego disse...

Humm... Aí já fica mais difícil, porque o coração tem razões que a razão desconhece. Mesmo as mais fugazes podem fazer estragos. E dos grandes!
LDF

PS: tiveste graça...

Presença disse...

Como um ser pode espelhar tantas eres... e varios entes uma só vivência?

Parece-me familiar em vida e em luto... mas não é minha!

bjo

Luz del Fuego disse...

Pois, de facto não é Presença, mas acredito que reconheças o estado de alma. Não será esse o destino dos amantes?

Não é que mereças, mas cá vai um beijo.
L.

Filipa disse...

"Morre todas as noites uma águia
que só da minha vida se alimenta
(...)
E para lhe fugir ainda é cedo
E para celebrá-la já é tarde"
> D. Mourão-Ferreira

bjs,
Filipa

Luz del Fuego disse...

Oh Filipa... Lindíssimo! Gosto de acreditar que nunca é tarde, mas talvez tenhas razão...

Um grande beijo,
Luz

naturline disse...

Adorei o blog! Parabéns!
Muitos Parabéns!!!!muito bom

amfm disse...

Pois em 2002 eu já andava pela net, ou não teria escrito aquele texto:)...Mas parece que foi há uma eternidade... Tantas pessoas ficaram pelo caminho...

Luz del Fuego disse...

Bem vinda "naturline"! É um prazer ter-te por cá, espero que voltes sempre...
Bj.
Luz

Luz del Fuego disse...

Oh Ângela, a net não conta! Por onde andava o teu coração?... Não falo de cidades cibernéticas e orgasmos virtuais: sou burro velho, do tempo em que as paixões eram de carne e osso! Parafraseando o nosso MEC, o amor é fodido!
Bjs,
Luz

amfm disse...

Luz, não me faças perguntas difíceis...:)
Eu perdi-o há tanto tempo!.... Nem sei onde, se foi na mesa de um café, num rio, num avião... Olha, foi-se...

Luz del Fuego disse...

Ângela, não digas coisas em que nem tu acreditas... Não me convences com esse estilo "lonely heart". O coração é como tu disseste, vai e vem só, mas está sempre presente. Ou não?
Beijos mouros,
Luz

amfm disse...

LOL

Luz del Fuego disse...

Foste apanhada!:))))